Samuel, o guardião das estrelas

 

Aqui fica um excerto de uma das  história  que faz parte do meu livro  livros “Histórias para Corações Doces”

“Era uma vez…há tantos, tantos anos que não havia estrelas no céu. A noite era escura como o breu, mas havia alguém que não se amedrontava com a escuridão e caminhava pacientemente sobre os campos de trigo estrelados.

Samuel , assim se chamava este rapaz, todas as noites, recolhia as estrelas que insistiam em cair do céu, desamparadas e sem luz.  Samuel guardava-as na sua sacola e lançava-as à terra, tal como fazia com as sementes de trigo. Regava-as com muito carinho e todos os dias ia espreitando para ver como seria uma flor estrelada!

Só que, dia para dia , Samuel ia ficando desiludido, o trigo crescia viçoso e cheio de força e a planta estrelada  não desabrochava. Ainda questionou o ancião lá da ladeia, mas de imediato ele respondeu que de estrelas não percebia nem um pouco. Aconselhou-o a falar com a feiticeira do Norte, pois de estrelas, ninguém percebia tanto quanto ela.

(…) Quando finalmente chegou à Aldeia apanhou as estrelas caídas na terra, acarinhou-as entre as mãos calejadas pelo trabalho, contou-lhes histórias de encantar, beijo-as , disse-lhes palavras de amor , abraçou-as e esperou pelo milagre.

Foi verdadeiramente maravilhoso e indescritível ver as estrelas a desabrocharem da Mãe -Terra, formando espirais cintilantes  com um brilho tão intenso , que parecia que estávamos perante estrelas bailarinas.(…)

Vanda Furtado Marques

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *