O Encantador de Histórias…o contador que cria encantamento

 

contador de histórias é uma figura ancestral, presente no imaginário de inúmeras gerações ao longo da História.  Num universo desprovido de recursos mediáticos, este ofício era imprescindível para a formação dos futuros adultos, conferindo às crianças, através das narrativas de histórias,  mitos, lendas, entre outras, uma imagem menos apavorante de uma realidade então povoada pelo desconhecido.

  Normalmente o contador está muito presente na Era Medieval, nos castelos tantas vezes sombrios, nas moradas mais remotas, nos povoados disseminados pelas áreas rurais, com o objetivo de compartilhar suas vivências e gerar em torno do grupo magnetizado por suas histórias, uma proteção gerada pelo próprio encanto do momento e pela força do coletivo. As narrativas eram tecidas pela voz mágica do contador, ao redor de fogueiras ou lareiras que contribuíam para criar uma atmosfera de intensa magia.

   Mas o narrador oral é ainda mais antigo, remontando historicamente à Antiguidade greco-romana, na figura dos bardos, responsáveis pela transmissão de histórias, lendas e poemas orais na forma de canções. Quanto mais desconhecido era o mundo em que se vivia, maior necessidade se tinha de povoar este universo com imagens que pudessem, ao mesmo tempo, educar e fortalecer a coragem, predispondo as pessoas a enfrentarem os monstros, dragões e demónios que habitavam suas mentes.

 O Contador de histórias desperta no seu público o poder da imaginação, tecida com uma linguagem encantada, apta a transportar as pessoas para reinos distantes e, de outra forma, inacessíveis.

Ouvir uma história, contado por um bom Contador / Encantador é um privilégio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *